Home » Produtos » Moinho Pendular

Moinho Pendular

Para obter os melhores retornos

Os  Pendulares da Verdés são apropriados para a moagem de uma ampla gama de minerais não metálicos e outros materiais, até uma dureza  de 5 na escala Mohs. Podem obter partículas entre 30 e 250 micra.  Para moagem de minerais  com umidades abaixo de 20%. Tambem  é possível efetuar secagem simultânea.
As aplicações mais comuns são: argila, bauxita, bentonita, calcários calcítico e dolomítico, rocha fosfática, carvões mineral e vegetal, magnesita, coque de petróleo, talco, gesso e muitos outros.

Vantagens

  • Curto tempo de retenção
    na câmara de moagem para menor desgaste e consumo de energia.
  • Operação com alto fluxo de ar
    para que seque mais rápido e dê melhor desempenho ao separador.
  • Grande dispersão e exposição máxima das partículas
    ao fluxo de ar, portanto, baixo consumo térmico na secagem.
  • Circuito de ar em depressão
    que evita vazamentos da poeira.
  • Projeto e dimensionamento
    para operação silenciosa e livre de vibração.
  • Sistema customizado
    de acordo com a aplicação.
  • Conceito altamente comprovado
    e confiável, resultados garantidos.
  • Fácil manutenção
    da transmissão, coluna e pêndulos.
  • Aro de moagem e roletes
    fabricados em alta liga resistentes ao desgaste.
  • Redutor de grande capacidade
    para longa vida útil
  • Separadores de alto desempenho e eficientes
    para dar o tamanho de partícula desejada.
  • Separadores e classificação
    Podem ser equipados com três tipos de separadores:
    Estático: Para a obtenção de partículas entre 200 - 600 micra
    Estático duplo cone: Para partículas entre 125 - 63 micra
    Dinâmico: Imprescindíveis na obtenção de partículas finas entre 50 - 35 micra

Funcionamento

O  material é introduzido  por meio de um alimentador obturador (1) e cai no fundo do moinho de onde é recolhido por pás ou raspadeiras (2) que, girando junto ao eixo central vertical (3), o depositam  entre os roletes (4) fixados nos pêndulos (5) e o aro de moagem (6) fixo na base.
Ao girar junto ao eixo vertical, mediante a força centrífuga proporciona a pressão necessária aos roletes de cada pêndulo para amassar o material, pressionando-o contra o aro fixo.
Os roletes giram livres no eixo de cada um deles. Um volume de ar entra no moinho através de umas aberturas (7) tangenciais na base, abaixo do aro de moagem, arrastando as partículas finas a parte superior, onde está o separador (8).
O separador classifica o material moído, devolvendo o grosso a base para ser novamente moído, e o que já tem a granulometria desejada, é arrastado pelo ar em circulação até o ciclone (9), no qual se produz a separação do ar e do produto moído. Na continuação o ar circulando em circuito fechado é novamente injetado na base do moinho pelo ventilador principal (10). O produto moído e retirado do sistema mediante válvulas rotativas.  O excesso de ar do circuito é extraído por meio de outro ventilador (11) e, com um filtro de mangas (12)  é expulso a atmosfera mediante a chaminé (13)

Modelos Moinhos Pendulares 271 272 273 274 275 276 277 278 279
Diâmetro aro mm 950 1.050 1.150 1.300 1.500 1.700 1.900 2.100 2.500

Moinho Pendular

Verdés Máquinas e Instalações
Av. Tiradentes, 2600
Parque das Indústrias
CEP: 13.309-911
Itú | São Paulo | Brasil
+55 (11) 4024-8211
contato@verdes.com.br
dpo@verdes.com.br